Fiquei loira! E agora?


Oi, gente! Tudo bem com vocês? 

Como meu cabelo era. Foto em 31/12/2015
Nessa semana eu mudei radicalmente de visual. Tinha o cabelo castanho e razoavelmente comprido, com umas pontas beeem judiadinhas e com resquícios de luzes passadas. Eu sempre amei o cabelo da Manu Gavassi, mas nunca arrumava coragem para cortar bem curto. Só que meu cabelo comprido estava me irritando muito (ainda mais com esse calor agradável do deserto!! SOS) - então eu desapeguei do cabelão e mudei! Cortei um long bob e fiquei loira! 

Corte Long Bob; corte Long Bob com a técnica Baby Blond
A questão é: e agora que eu fiquei loira? Como cuidar? O que tenho que fazer de diferente para estar com o cabelo sempre bonito e saudável?

Como vocês já perceberam, meu blog não é sobre beleza - justamente porque eu não sou muito antenada nesse assunto - então esse post é justamente para você que também não entende muito de cabelos mas não quer abrir mão do loirão saudável (e para você também que entende, mas quer acompanhar minha mudança! haha).

Para fazer a mudança, escolhi um cabeleireiro que é, sem dúvidas, um dos melhores aqui da minha cidade (Birigui) e região, o querido Álex Bittencourt. Além de incrível profissional e arrasador nos cabelos, ele te deixa super à vontade e você se sente em casa! 

Então, perguntei tudo para o Álex sobre as técnicas utilizadas e, principalmente, o que eu devo fazer para deixar ele sempre lindo! Então vamos lá! 

CORTE E LUZES
O corte, como eu já havia dito, é um long bob desfiado com a base reta - o corte vem sendo muito utilizado, basicamente é O corte da vez. A franja ficou com comprimento único, acompanhando o comprimento do cabelo, para dar mais praticidade nesse dia-a-dia corrido. 

A técnica utilizada para as luzes é a baby blond, uma técnica que ilumina o semblante e destaca o cabelo de forma natural, sem mechas marcadas. As mechas foram tonalizadas com a cor camomila.

CUIDADOS NO DIA-A-DIA
Como o cabelo tem um pouco de química, os cuidados não são os mesmos de quando ele está natural. É necessária uma hidratação, com uma boa máscara, ao menos uma vez na semana para deixar o cabelo sempre nutrido.
A cada 40 dias, é preciso fazer uma tonalização (no salão!!), para a cor do cabelo estar sempre nova, sem aquele aspecto amarelado que ninguém aqui quer!

A técnica do baby blond é ótima porque não necessita de tanta manutenção como a de um cabelo que tem química desde a raiz: é um cabelo versátil que pede apenas hidratação e tonalização. Na hora de arrumar o cabelo, uma escova ou baby liss, ou até mesmo secar o cabelo de forma "bagunçada", já garantem um visual incrível. Ou seja, é o cabelo ideal para quem quer estar loira, saudável e a par das tendências, mesmo com uma rotina super corrida e sem a pretensão de gastar horrores no salão.

Eu fiquei totalmente satisfeita com a minha mudança, amei mesmo! Então fica aí a dica para quem quer dar uma repaginada no visual! E se você estiver com medo de mudar, MUDE! Faz bem para a auto-estima, mente e coração!

Mais fotos do meu cabelo para vocês verem:




Um super obrigada ao Álex Bittencourt que deixou meu cabelo incrível e colaborou com todas as dicas e termos técnicos para esse post <3