Uma carta para quem já desistiu do amor

Fonte: We Heart It
Eu sei que há muita gente que abusa da nossa boa vontade, da nossa fé e do nosso coração. Sei que dá vontade de chutar o balde e criar um muro de Berlim dentro de nós mesmos. Mas o que seria das musicas de amor se ninguém as ouvisse? O que seria das histórias de amor se ninguém se identificasse com elas? Das cartas, textos, faixas na sacada e serenatas, o que seria? 

Muita gente que não tem mais coração desanima quem ainda tem. Eu sei, as pessoas falam. Elas julgam. Elas não são felizes. Feliz é quem ainda chora com o Jack morrendo em Titanic e não tem vergonha nenhuma disso. Ser feliz é dar chances a si mesmo. 

O que ninguém te contou é que, quando damos chance a uma pessoa, na verdade, damos chances a nós mesmos. E por que dar chance? Porque nós simplesmente precisamos. Eu sei que você muito provavelmente já olhou para o céu enquanto seu coração pedia por mais uma chance. Vou te contar uma coisa: quem te dá essa chance é você mesmo. 

Tudo o que temos são nossas vidas e o agora: nada mais é nosso. Acho que a graça da vida é aprender a aceitar que tudo é passageiro e encantar-se com isso. Quão incrível é saber que podemos viver infinitas situações? Ame e aproveite esse infinito fugaz. 

O mundo está repleto de maldade e de bondade também: acidentes acontecem em todo e qualquer lugar. Então não deixe de arriscar. Principalmente, não deixe de amar. A não ser que você seja poeta: ouvi dizer que os poetas são os únicos que podem morrer por amor. 

Com carinho, 
Alguém que nunca quer deixar de amar